Paz

Percorre as estradas que te esperam
Espia e recolhe em ti as aflições
Esteja para todos que rebuscam
E desejam que mores nos corações
Faça raiar a tua aura pura
Pelos lugares que te chamam no desespero
Resplandeça no amor e se faça em armadura
Enriquecendo o chão de encantos quando atua
Abraça feliz teu filho amado
E que ele chore a mágoa no teu velho peito
Mantenha assim o sonho realizado
De tantos outros que sofrem sem jeito
Oh!branca luz cristalina
És o conforto para tantas coisas
Se te procuram e não te acharam ainda
É por egoísmo que transforma as pessoas

Símbolo de todos o mais belo
Mostra a candura que espelha
Feliz de quem a possuir sincero
Porém guarde-a para não ter que perde-la
Deusa em sua magnitude
Abre os teus braços com carinho
Que se apodere de ti a juventude
E contigo possa viver sorrindo
Transmita através dos tempos
O seu modo de ser correto
Pois hoje,na correria de grandes inventos
A usam de jeito incerto
Que a sua límpida candura
Seja o meio mais adequado
Mostrado na sua formosura
Aos homens da terra como aliado
Dê um fim nessas guerras
Que trazem tantas desgraças
E assolam por entre essas terras
Destruindo sem dó tantas raças
Floresça por onde passar
Na alegria presente que se faz
Iluminando a todos onde andar
A eterna chama da paz!
Autor: Desconhecido

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PIADA